Vini Guimarães

Vini Guimarães

Hei, eu sou o Vini e uma das principais coisas que quero aqui, é te ajudar a viajar mais e melhor com menos, cola comigo e vamos juntos nessa. Eu acredito que viajar é necessário para todos… e sabe por quê? Porque “Viajar transforma pessoas e pessoas transformam o mundo.”

BrasilParanáPrudentópolisViagens

5 Cachoeiras para conhecer em Prudentópolis

salto-baraodoriobranco-prudentopolis

Prudentópolis é perfeita para os apaixonados por Turismo de Natureza, a cidade possui mais de 100 cachoeiras e em 3 dias que estive por lá, pude conhecer algumas delas, listei aqui 5 cachoeira pra conhecer em Prudentópolis e entre as 5, uma, está entre as Maiores do Brasil.

1. Salto Barão do Rio Branco

Também podendo ser visto por um mirante, o Salto Barão do Rio Branco possui aproximadamente 64 metros de altura e para o seu acesso a base é necessário descer uma escadaria com 500 degraus.

Salto Barão do Rio Branco

2. Salto São João

Também chamado de Monumento Salto São João o acesso é feito por uma trilha super tranquila de mais ou menos 1km até a chegada do mirante. O Salto São João possui uma altura de 83 metros.

Salto São João

3. Salto São Francisco

Um dos maiores Saltos do Brasil e o maior da Região Sul do País, o Salto São Francisco possui 190 metros de queda d’água, podendo ser visto pelo mirante e/ou o seu acesso inferior por uma trilha intensa de 4km, perfeita para o Turismo de Aventura.

Salto São Francisco

4. Salto Sete

O nome Salto Sete se explica por si só, são 70 metros de altura, 700 metros de trilha e 7 km do centro da cidade até lá.

Salto Sete

5. Salto São Sebastião e Mlot

Com sua localização em uma área de propriedade particular o Salto São sebastião possui aproximadamente 120 metros de altura, tem seu acesso por trilha e fica exatamente de frente para Cachoeira Mlot.

Você sabe a diferença entre Salto e Cachoeira?

Uma coisa que de fato eu não entendia era o motivo de algumas cachoeiras levarem o nome de salto, como por exemplo, o Salto São Francisco, porque não cachoeira São Francisco?
Fiz essa pergunta para a Babi da Agência Prudenturismo e a resposta foi essa;

“Salto possui uma queda livre das águas o que acaba formando um poço na base, já a cachoeira tem sua queda correndo sobre as paredes de pedras que geralmente tem um formato de escadinhas.”


Seguros Promo

BrasilParanáPrudentópolis

Prudentópolis, a Terra das Cachoeiras Gigantes

salto-saofrancisco-prudentopolis
Salto Barão do Rio Branco

De natureza exuberante, a pequena cidade de Prudentópolis está localizada na região Centro-Sul do Paraná, aproximadamente 210 km de sua capital Curitiba.

Não à toa, recebe o nome de Terra das Cachoeiras Gigantes, com suas mais de 100 cachoeiras catalogadas e com alturas que vão até 196 metros, a cidade também é conhecida Brasil afora como a Capital da Oração, Capital Nacional do Feijão Preto e a Ucrânia Brasileira por uma grande população e influência da cultura Ucraniana.

Como Chegar em Prudentópolis

De ônibus, partindo de São Paulo que foi o meu caso, encontrei uma única empresa que faz esse trajeto, a Princesa dos Campos, você pode reservar sua passagem direto pela Click Bus.

Onde Se hospedar

A cidade é bem servida de hospedagem oferecendo diversas opções como; campings, pousadas e Hotel Fazenda.

Raiu Pousada Hostel

Onde ficamos a maior parte da nossa estadia, o Raiu é um hostel pousada e camping com opções de quartos privativos e coletivos, em meio a total natureza.

Ózera Hotel Fazenda

Pousada Ninho do Corvo

DicasInstagramphotography

Top 10 instagrans de viagem para acompanhar em 2020

capa-top-instagrans-2020

Eu não sei você, mas além de viajar eu também adoro acompanhar outros viajantes pelo mundo, eu aprendo demais e me inspiro com eles, então resolvi compartilhar com vocês 10 perfis de Instagram de viagem que vocês devem seguir em 2020!

1. @CASEISEMCASA

Um casal super simpático que há mais de um ano viaja pelas estradas de vários países em uma Land Rover Defender, carinhosamente chamada de Scarlet, onde hoje é casa deles!

2. @VIAJANTEDEASAS

Blogueira, esposa, mestre em Biociências, conhece todos, ou, quase todos os países da Europa, e é a rainha das milhas no Instagram! Além de compartilhar e dar altas dicas de viagens foi com ela que aprendi muita coisa, que sei hoje, sobre milhas aéreas.


Seguros Promo

3. @VAZAONDE

Esse definitivamente dispensa comentários, foi meu professor na criação de conteúdo e até hoje uma das minhas inspirações, apenas siga!

4. @VIAJECOMINTENSIDADE

Quase 60 países na conta o Rafa está na estrada há quase 2 anos sem voltar pra casa e compartilha todas as histórias e perrengues em tempo real nos stories.

View this post on Instagram

A PRIMEIRA DE MUITAS Hoje foi o último dia da primeira trip que fiz aqui pela Itália no período de 2-3 meses que pretendo passar por aqui. Foi um roteiro de 6 dias por Florença, Lucca, Pisa e Cinque Terre. Para quem não conseguiu acompanhar vou deixar tudo salvo nos highlights. Descobri que quanto mais eu conheço esse país, mais eu me apaixono por ele e mais sind eu quero explorá-lo. Como pode uma região tão pequena, pouco maior que o estado do Rio Grande do Sul, ter tamanha riqueza histórica, cultural e natural? É de fato paixonante. A cada dia me sinto mais conectado a esse país e sinto que aqui é um dos meus cantinhos favoritos no mundo. Cogito fortemente um dia viver por aqui definitivamente. Claro, se um dia decidir sair dessa vida nomade (o que é meio difícil). Hoje conheci a tão esperada região das Cinque Terre, um verdadeiro paraíso é um dos lugares mais bonitos que já fui na vida. Estou deixando tudo detalhado nos stories, mas gostaria de deixar aqui 5 dicas principais : 1. Fique em La Spezia como base; 2. Compre o Cinque Terre Card (que dá direito a usar os trens e acesso as trilhas); 3. Não deixe de fazer as trilhas!!! É a melhor parte. 4. Faça o caminho inverso, de Monterosso a Riomaggiore; 5. Dá pra fazer tudo em um dia só, mas é pauleira. Já conheciam Cinque Terre? Confiram tudo lá nos stories e me digam qual das Cinque Terre vocês mais gostaram. 😉✌️🇮🇹 . . . #beautifulitaly #cinqueterretrekking #cinqueterre #worldpackerlife #viajecomintensidade #santapm19 #viagemdemochila

A post shared by Rafael Dallacqua | Traveling (@viajecomintensidade) on

5. @NAYANDRAP

Ela aborda um tema extremamente importante, a Sustentabilidade, com formação em Engenharia Ambiental a Nay viaja pelo Brasil se hospedando em lugares ecologicamente corretos e mostra sua preocupação em espalhar essa responsabilidade por aí.

6. @ABRUNATRAVELS

Ela consegue ser roots e fina na mesma viagem, não vou revelar a idade dela, mas já são 26 países pra conta, mais de 1 país por ano de vida. Por enquanto o mochilão é pela Europa e os stories são daqueles que eu nunca pulo.

7. @MUNDOSEMMUROS

Um feed de tirar o fôlego, a Aline e a Renata realmente seguem a risca o nome do perfil, mostrando que não existem barreiras pra viajar por esse mundo.

8. @VIDAMOCHILEIRA

Mochileira raiz que tive o prazer de conhecer, casada com um gringo super alto astral, a Mary dá altas dicas de como viajar barato, que é exatamente o que a gente gosta!

View this post on Instagram

Chegamos na metade do ano. Minha cabeça tá bombando de ideias, meu coração tá transbordando de inspiração, minha bunda tá coçando pra viajar mais, minha intuição tá dizendo: Só vai! Hoje é dia 2/6/2019. Decido fazer meu mapa astral anual pra identificar as minhas maiores forças e os meus desafios pro ano. Descubro que é um ano propício pra investir na busca da minha verdade, mas que também é um ano desafiador pra mim, que tenho necessidade de ser diferente, mas ao mesmo tempo medo de ser mal interpretada. Faço um exercício de visualização com a minha astróloga (estou de olhos fechados e imaginando como será o futuro que eu mesma vou criar): como me vejo daqui há 1 ano? O que eu conquistei? Com quem eu dividi as minhas vitórias e como celebrei essas conquistas? O que mudou em mim depois que atingi esses objetivos e que sensação eu senti ao realizá-los? ⠀ ⠀ Planos começam a ganhar forma no papel. Os medos que falavam mais alto, começam a coexistir com a motivação de sentir as sensações que visualizei que eu sentiria no futuro. As motivações passam a ser excitantes, tão excitantes que me pergunto se serei capaz de realizar tudo que eu visualizei… ⠀ ⠀ ⠀ E, com esse pensamento apertando meu peito começo a ler um livro (“Conversando com Deus”), leio então um trecho que tira todas essas dúvidas de dentro mim: VOCÊ É CAPAZ DE REALIZAR TUDO QUE VOCÊ CONSEGUE SE IMAGINAR FAZENDO! SE VOCÊ É CAPAZ DE IMAGINAR, VOCÊ É CAPAZ DE CRIAR ESSA REALIDADE PRA VOCÊ! Estamos na metade do ano… Bora fazer esses planos acontecerem! 🙌💪 ⠀ ⠀ ⠀ #vidamochileira #londres

A post shared by Mary Teles • Viagem • Mochilão (@vidamochileira) on

9. @PATRICIAVOGTT

Já pensou em fazer um trabalho voluntário fora do país? Esse é o projeto da Patrícia, viajar fazendo voluntariado pelo mundo e ajudar quem quer fazer o mesmo!

View this post on Instagram

“Se é difícil dizer adeus, quer dizer que valeu a pena” TCHAU PHUKET! Wooooow mês de Tailândia já! O tempo esta voando para vocês como está para mim?⠀ ⠀ 💙 30 dias voluntariando em hospitalidade e nunca aprendi tanto sobre. Aqui me foi introduzido o não famoso “Back office” que nada mais e quem lida diretamente com departamentos internos, como administração, criação de planilha, levantamento de preços & concorrentes, controle de quantos além de ligar com encaminhamento de e-mails & responder menagens e reviews.⠀ ⠀ 💙 30 dias em constante contato com pessoas locais, nova cultura e tailandês.⠀ ⠀ 💙 30 dias explorando praias e o melhor do que Phuket tem a oferecer.⠀ ⠀ 💙 30 dias passados com pessoas maravilhosas que conheci na cidade e no voluntariado.⠀ ⠀ OBRIGADA!!! MIL VEZES OBRIGADA, BORA PARA O PRÓXIMO VOLUNTÁRIO! ⠀ . ⠀ 🇬🇧 ⠀ .⠀ ⠀ It's hard to say goodbye to you, Phuket!⠀ Wooooow I've been living in Thailand since month! Is time flying to you as it's for me?! 😱⠀ ⠀ 💙 30 days volunteering at the hospitality niche and never learned so much about it. Here I was introduced to the scary “Back office” which is nothing else, but who deals directly with internal departments such as managing bookings, emails & replying messages and reviews, organising reservations etc.⠀ ⠀ 💙 30 days in constant contact with local people, new culture and Thai language.⠀ ⠀ 💙 30 days of exploring wonderful beaches and the best of what Phuket has to offer.⠀ ⠀ 💙 30 days of spending time with the amazing people I met through volunteering.⠀ ⠀ THANKS!!! COULD FEEL MORE READY FOR THE NEXT ONE 🙏🏼

A post shared by VOLUNTEER| TRAVEL & POSITIVITY (@patriciavogtt) on

10. @VININOMUNDO

Por último e não menos importante o Vini aqui.
Não sei como você chegou no blog, mas também estou no Instagram com dicas nos stories e um feed lindão, como fotos do Brasil e do Mundo, segue lá.

Gostou do perfis? Tem mais alguém pra indicar?
Me diz aqui embaixo nos comentários!

HospedagemPeruViagens

3 Hostels para se hospedar no Peru

machu-picchu-capa

Uma dúvida que sempre surge no planejamento de uma viagem é onde se hospedar, eu sempre faço inúmeras pesquisas pra isso, leio reviews, vejo as notas nos buscadores e quando possível procuro pessoas conhecidas pra me contar as próprias experiências.

Pensando nisso vou falar pra vocês onde me hospedei durante minha estadia no Peru, foram 6 noites em Cusco e 2 noites em Águas Calientes(Machu Picchu).

Pariwana Hostel Cusco


Hostal Mallqui


Supertramp Hostel Machu Picchu


Peru

3 Lugares imperdíveis no Peru além de Machu Picchu

montanha-colorida-01

Quem me conhece ou me acompanha, a um tempinho, sabe do meu sonho de conhecer as 7 maravilhas do mundo moderno, e foi por conta de uma delas que resolvi ir ao Peru.

E, se você é como eu, que pensava que Peru era só Machu Picchu, está bem enganado, e foi exatamente por pensar assim que minha viagem se tornou ainda mais incrível. Eu não tinha ideia alguma que ia encontrar tantos lugares e histórias surpreendentes em Cusco e seus arredores. Então, vou falar pra vocês quais são esses 3 lugares imperdíveis de tirar o fôlego e algumas dicas além deles.

Todos esses lugares são acessíveis a partir de Cusco, onde fiquei hospedado a maior parte da minha estadia no Peru.

1.  OLLANTAYTAMBO

Dos 3 que vou falar aqui Ollantaytambo é o mais simples de chegar, não necessita de tracking, não cansa(muito), não é tão longe saindo de Cusco e mesmo com tanta facilidade, comparado aos outros, foi o lugar mais incrível que conheci entre todos aqueles do Boleto Turístico de Cusco (vou falar do boleto em breve).

ollantaytambo

Ollantaytambo é a única cidade inca no Peru que ainda possui habitantes, localizada a cerca de 90 km partindo de Cusco, é um lugar que você certamente vai passar se for a Machu Picchu, e assim como Machu Picchu, você vai ficar de queixo caído ao ver uma cidade construída toda de Pedra há tantos anos pelo povo Inca.

O passeio geralmente é combinado com outros sítios arqueológicos do Peru e é facilmente adquirido em pequenas agências no centro de Cusco ou reserve online aqui.

Eu não sou um viajante muito fã de guias, aqueles que limitam o nosso tempo nos lugares, que falam além da conta e no fim não deixa tempo pra tirarmos fotos nem ao menos admirar os lugares, enfim, esse é o lugar que acho válido tirar um tempinho e dar uma atenção ao guia, a história do lugar é incrível. =)

 2. LAGUNA HUMANTAY

Laguna Humantay

Sabe aquelas fotos de lagos incríveis que você vê por aí nos instagrans e pinterests da vida? Pois é, muito provavelmente você já viu a Laguna Humantay entre elas. Formado por uma água com alguns tons de azul-turquesa e cercado de montanhas com neve, sem dúvida, esse é um lugar que não pode falta no seu roteiro.

Pra chegar lá saímos bem cedo de Cusco e levamos aproximadamente 2 horas até a primeira parada onde tomamos o famoso desayuno, em um bom português o Café da manhã, depois disso voltamos pra estrada pra mais 1 hora, aproximadamente, até o início do tracking.

A Laguna fica aproximadamente 4.200 metros acima do nível do mar, então sim, se prepare, pra quem não está acostumado com tracking, é pesado, mas não é impossível, basta querer.

Laguna Humantay

O começo é uma parte mais tranquila, com subidas menos intensas, no decorrer do tempo vai ficando mais pesado, mas vai com calma respirando que tudo dá certo, no meu caso o guia nos forneceu cabos de vassoura, que funcionou como aqueles bastões de caminhada, isso ajuda muito, vai por mim.

Aprecie a vista, tire muitas fotos e volte com calma, a gente sabe que pra descer é mais fácil, porém a mudança de altitude pode te deixar com um pouco de dor de cabeça, então segure o freio na descida.

3. MONTANHA COLORIDA

Montanha Colorida

Também conhecida por Vinicunca ou Rainbow Montain, é uma montanha colorida, com altitude de 5.200 metros acima do nível do mar, e já vou falando que foi o tracking mais difícil da minha vida, até hoje, tudo bem que tracking nem sempre faz parte do meu roteiro, mas cara… é pesado, são 5 km de tracking, 5 km de subida, sério, quase toda a trilha é composta por subida, não quero colocar medo em ninguém, muito pelo contrário, só quero te preparar para ter uma das experiências mais incríveis no Peru.

Fechei o passeio, também, com umas das muitas opções de agências no centro de Cusco, com café da manhã e almoço incluso, me pegaram no Hostel por volta das 3:30am sim super cedo, mas o ônibus perde cerca de uma hora só em Cusco passando por milhares de hotéis até ser completo.

São aproximadamente 4 horas de estrada, até chegar a um ponto que foi praticamente o pé da montanha, onde tomamos café e alugamos um bastão de trilha, parece que não, mas ajuda muito, então, sim, você deve alugar um, seguimos por mais um tempinho por uma estradinha bem tensa, tensa mesmo, a beira do precipício, mas fique tranquilo, os motoristas estão acostumados com ela.

O início da subida pode ser feita a cavalo, mas eu não faria isso, viva a experiência e vença o desafio, é muito recompensador chegar ao fim, ver aquela vista respirar fundo e dizer… EU CONSEGUI.

ADQUIRIR AQUI SEU INGRESSO PARA MONTONHA COLORIDA.

Dicas gerais

  • Tire o primeiro dia em Cusco para se adaptar com altitude, a dificuldade na respiração é real e a respiração ofegante principalmente em subidas vem muito rápido. Tenha esse momento de adaptação. 
               
  • Ao chegar no aeroporto de Cusco, negocie o valor da corrida com o taxista, são muitos turistas por ali, e eles cobram no mínimo 3x mais do que um local pagaria, eu mesmo caí nessa e na volta paguei um valor justo.
               
  • Use a folha de coca sim, a princípio não é perceptível, mas ela ajuda a evitar náuseas e dores de cabeça, principalmente se for fazer os tracking da Laguna Humantay e a Montanha Colorida.
               
  • Não troque todo seu real por soles peruano aqui no Brasil, o que eu sempre faço, e recomendo é; troque uma quantia baixa, só pra não chegar no local perdido, troque o suficiente pra pegar ao menos um táxi e fazer uma refeição, no centro de Cusco existem muitas casas de câmbio com preços excelentes, pesquise um pouco e depois volte pra trocar onde encontrou a melhor cotação.
               
  • Compre o boleto turístico de Cusco, e pesquise os lugares, pra ir de fato, só onde tenha interesse conhecer. Eu não pude completar o boleto, mas vou descrever em breve aqui todos os lugares do boleto turístico de Cusco, que consegui conhecer.
               
  • Nunca, jamais viaje pra fora do Brasil sem seguro viagem. Eu consegui 5% de desconto na Seguros promo pra vocês.
               
  • Por último, e   não menos importante, caso faça qualquer caminhada pesada, vá antes a uma farmácia e compre Aguá de Florida, cara, isso foi o que me ajudou a chegar ao topo da montanha colorida, é incrível como parece que ela abre os pulmões e te ajuda, de fato, a respirar melhor, coloque algumas gotas nas mãos esfregue bem e aspire forte, bem forte, vai sentir a diferença na hora.
aventuraBrasilesporteSão Paulo

Rafting em São Paulo

bote-rafting

Há alguns finais de semana fui finalmente me aventurar em um dos esportes que faltavam na minha lista dos radicais, fui convidado pelo pessoal do Rio Abaixo pra conhecer todo o complexo de Rafting e Aventuras no interior da Cidade de São Paulo, pertinho da capital, em Juquitiba.

Fachada Rio Abaixo
Fachada Rio Abaixo em Juquitiba. | Foto: Vini Guimarães

Lá o Rafting é praticado no Rio Juquiá, o passeio é feito em 6 km de corredeiras com uma duração aproximada de 3 horas, sim, são aproximadamente 3 horas de muita diversão e adrenalina, mas pode ficar tranquilo, a Rio Abaixo conta com profissionais capacitados para te guiar durante todo o percurso, você não precisa ter experiência e ainda pode levar as crianças a partir de 7 anos. Ahh, converse com eles, você pode levar até o seu pet pra essa aventura, imagina o seu cãozinho no bote com você, deve ser o máximo, e eu vi isso quando estava por lá, é pura diversão.

Foto: Renato Guimarães | @renato_kayak
Foto: Renato Guimarães | @renato_kayak

Além do Rafting a Rio Abaixo conta com diversas outras opções de diversão inclusas no Day Use, como a Mega Rampa, uma das atividades mais divertidas do espaço.

Mega Rampa | Foto: Lucio Carvalho @lucioaroundtheworld

Você também pode ficar totalmente despreocupado quanto a sua refeição, eles contam com toda a estrutura de restaurante e bar, uma comida caseira excelente servida no fogão a lenha (pago a parte) para um dia tranquilo só curtindo toda a estrutura, onde até o estacionamento é gratuito.

Se liga na quantidade de atividades no Day Use

  • Stand up Paddle
  • Caiaque
  • Trilha com Lama
  • Mega Rampa
  • Slackline
  • Badminton
  • Quadra de vôlei

Desconto

E pra você que chegou até aqui, tem um desconto especial. Basta entrar em contato com eles dizendo que leu o Blog Vini no Mundo e você terá garantido 35%* de desconto no Rafting + Day Use.

De R$194,70 Por: R$126,55*

*Valor válido em 2019 sujeito a alteração.

Espero que aproveitem muito essa aventura assim como eu aproveitei, depois me chama lá no instagram pra me contar como foi. =)

Contato Rio Abaixo.

11 4682-1898 | 11 97231-1085

contato@rioabaixo.com | rioabaixo.com

Passeio feito em parceria com Rio Abaixo Rafting e Aventura

DicasPassaporte

Passo a Passo para tirar o Passaporte.

passo-a-passo-passaporte
Reserva Booking

1. Lista de Documentos

Documentação Passaporte Polícia Federal
Site Polícia Federal
  • Documento Oficial com foto (RG) com menos de 10 anos de validade
  • Passaporte antigo (Se for o caso, pode substituir o RG) 
  • Reservista para homens de 19 a 45 anos 
  • Título de Eleitor + Comprovante de quitação com a justiça eleitoral
  • CPF caso não tenha ainda no seu RG
  • Para menos de 18 anos existe uma lista específica de documentos necessários.

Os Documentos devem ser apresentados em via ORIGINAL, não pode ser cópia simples, nem mesmo cópia autenticada, não podem conter rasuras, informações incompletas e nem mesmo estar vencidos.

2. Preencha os seus dados e faça o pagamento

Com os documentos em mãos preencha todos os campos no site, são informações pessoais super tranquilas além dos documentos e alguns dados complementares como profissão, e-mail e etc..

Depois disso será gerado um boleto para pagamento do chamado GRU (Guia de Recolhimento da União), esse é o único valor a ser pago R$ 257,25.

Formulário Passaporte Polícia Federal
Formulário de Preenchimento do Passaporte

3. Agendamento

4. Comparecimento e Retirada do Passaporte

Passagens Promo

Dicas Úteis

DicasInspiração

Livros de Viagem que todo viajante deve ler

livros-viagens

Sou apaixonado por leitura tanto como por viajar, então resolvi unir essas minhas duas grandes paixões pra compartilhar aqui com vocês.

É claro que são apenas livros com esse assunto que a gente tanto ama, alguns são relatos de viajante que certamente irão te inspirar muito e outros, são livros que podem te ajudar ainda mais no seu planejamento para que sua viagem seja incrível e inesquecível.

Não existe exatamente uma ordem dos livros de viagem, nem do melhor para o pior nem do pior para o melhor mas preciso sim dizer que pra mim um deles merece destaque por tão envolvente que é a leitura, e tão inspiradora que é a história. Leia e Descubra.

1 . Do for Love | Letícia Mello

Depois de uma viagem de seis meses na região da Ásia, passando por países como; Tailândia, Camboja e Vietnã, Letícia Mello resolveu compartilhar neste livro toda a sua experiência, perrengues e alegrias durante todo esse período.

Dentre inúmeros tipos de intercâmbio possíveis, ela escolheu o trabalho voluntário, onde ensinava Inglês para crianças da região e em troca ganhava hospedagem e alimentação.

A leitura é fluida e sem dúvida vai te inspira a ser uma pessoa melhor e que procura fazer o bem ao próximo.

Depois dessa experiência ela voltou a Ásia, mas dessa vez com um cinegrafista para gravar um documentário chamado “Um dia eu Voltaria” e o resultado você pode ver no link abaixo.

Livro Do for Love

2. Projeto 5 Continente | Raphael Karan

Como o próprio nome no livro já diz, Raphael Karan viajou por cinco continentes, porém com uma aventura a parte, diferente de muitos viajantes que compram diversas passagem aéreas para esse tipo de viagem, ele fez isso sob duas rodas, sim ele conheceu os cinco continentes de moto.

Com uma vida já muito bem estabelecida, com carro, casa e até uma esposa, Raphael estava cansado da vida de escritório e depois de ouvir a história de um Colombiano que viajou o mundo de moto e só voltou para o seu local de origem onze anos depois,  ficou completamente inspirado a fazer o mesmo, e fez.

Raphael conta nesse livro de viagem todos os seus perrengues, que não são poucos, mas conta isso de uma forma extremamente leve e bem humorada.

A história sem dúvida é envolvente para qualquer tipo de viajante mas sem dúvida se você é alguém apaixonado por moto, não pode deixar de ler esse livro.

Livro Projeto 5 Continentes

Reserva Booking

3. Quero viajar mais | Guilherme Tetamanti

Hoje dono de um dos maiores blogs de viagem do Brasil Quero Viajar Mais, e também um dos sócios do evento Travel Conference, Guilherme Tetamanti vendeu uma empresa pra viajar o mundo e com tanta experiência acumulado ele resolveu unir todas as dicas e macetes que aprendeu na estrada em um só lugar.

Além de relatar um pouco de sua própria história, ele também conta com alguns convidados para tratar de temas um pouco mais específicos como; Mulheres viajando Sozinhas, Viajando com Filhos  e Saúde e Bem Estar durante as viagens.

O Livro de viagem do Guilherme é um verdadeiro guia, pode ser um livro consulta, recheado de dicas de diversos assunto no universo das viagens, encontrei dicas que jamais imaginei ser possível, recomendo muito.

Livro Quero Viajar Mais

4. A estrada dá tudo o que você precisa | Mirella e Rômulo

Um casal que largou a vida de escritório e criou um projeto muito bem montado para viajar o mundo sendo pago por isso.

Com muito esforço e trabalho eles conseguiram diversas parcerias e inclusive um carro que carinhosamente foi apelidado de Galega, seguiram viagem sob quatro rodas e começaram a compartilhar no canal do youtube Travel and Share, hoje são um dos maiores canais de viagem do Brasil no Youtube.

Livro A estrada dá tudo o que você precisa

5. Viajar eu Preciso | Mayke Moraes

Último da minha pequena lista, porém não menos importante, muito pelo contrário, é o meu favorito, o mais incrível e mais inspirador livro de viagem, é daqueles que a gente não quer parar de ler e quando termina fica aquele gostinho de quero mais.

Mayke Moraes, nascido no Sul de Minas no Município de Varginha, quando mais jovens resolveu se aventurar em um intercâmbio no Alaska e isso foi só o pontapé inicial de aventura que ainda nem terminou.

Um cara que não se contenta em apenas viajar por viajar, nem apenas conhecer pontos turísticos famosos, Mayke se joga de cabeça nas cultura locais, vive intensamente como um local e prova pratos que eu acho que jamais provaria. Ele é um viajante que sabe economizar, não paga hotel, nem hostel, suas viagens são sempre baseadas em experiências, logo, utilizada da plataforma Couchsurfing para se hospedar gratuitamente na casa de locais.

Além do livro você também pode ver algumas das loucura do Mayke em seu canal do Youtube Sou Mochileiro e no Instagram @soumochileiro onde sua aventura continua depois do livro.

Livro Viajar eu Preciso

Espero que curtam essa lista de livros e se você já leu algum relato de viajante e acha que vale muito a pena ler, compartilha aqui comigo nos comentários.

Passagens Promo
DicasLifestyleViagens

Dicas para sua primeira viagem sozinho(a)

canada-rocky-mountains

Muitas pessoas me perguntam como consigo viajar sozinho, sou sempre bombardeado por perguntas e frases do tipo. “Vai sozinho?” “Deve ser um tédio!” “Nossa… mas porque sozinho?” “Eu não tenho coragem!” “Ah eu não consigo, preciso ter alguém pra conversar.” “Nossa mas eu não tenho inglês!” e blá blá bla.

Beleza, então deixa eu dizer uma coisa, PARE AGORA com essas frescuras, besteiras.

Viajar sozinho é uma experiência incrível, acho que todos devem fazer isso ao menos uma vez na vida, seja lá para onde for, já fiz e faço diversas viagens dentro e fora do país sozinho, e sabe de uma coisa… eu nunca, nunca fico sozinho, a não ser que eu realmente queira.

Como comecei

Rocky Mountains | Canadá

Se você leu o post que falo sobre mim, sabe, que minha primeira viagem sozinho foi para Vancouver no Canadá, em um intercâmbio. Resolvi fazer isso, mais pela experiência de ir sozinho pra fora do país do que de fato aprender inglês, o inglês veio como bônus..heheheh

Cheguei no aeroporto extremamente nervoso, com muito medo do que encontraria por lá, e logo nos primeiros dias percebi que não seria assim tão difícil.

Em pouco tempo fiz muitos amigos, claro que nesse caso por conta da escola, e dos passeios que eles organizam. Mas era muito fácil fazer amizades, conhecer alguém no intervalo das aulas e no mesmo momento combinar um almoço, pensei que essa facilidade seria só ali, até que resolvi fazer outras viagens sozinho, em buscar de outras experiências parecidas com essa, não sendo através do intercâmbio. Então conheci o tal do Hostel, e depois disso nunca mais me hospedei de outra forma. O Hostel não é só uma questão de economia de viagem como todos pensam, é uma escolha de experiência, e é essa experiência que escolhi pra mim quando o assunto é viajar sozinho.

Machu Picchu | Peru

5 dicas para sua primeira viagem sozinho

Antes de mais nada, encare o medo, porque sim, pra maioria das pessoas ele vem. Vem pra mim até hoje. Então encare de frente, respire fundo e dê o primeiro passo. E o primeiro passo eu diria que é a compra das passagens.

  1. Estude seu destino, saiba, antes de sair de casa, tudo o que você pretende conhecer e como vai se locomover por lá, (ônibus, metrô, taxi, uber). Eu procuro sempre saber sobre o transporte público, pra mim são as melhores opções, ainda mais nas grandes cidades.
  2. Se hospede em Hostel, mas não adianta pegar um quarto individual, prepare um cadeado pra sua mala e fique em um quarto compartilhado, os mistos (homem e mulher) são os mais legais. É no Hostel que você vai ter os primeiros contatos com as pessoas de outras nacionalidades e culturas, que provavelmente vão sair com você algumas vezes durante a sua viagem. Se ninguém te convidar pra fazer algo, convide você mesmo, pergunte quais os planos do dia seguinte que é sucesso.
  3. Viaje conectado, quando viajo para o exterior, sempre uso o chip da easysim4u, tem internet ilimitada por um preço fixo, e eu consegui aqui 10% de desconto pra leitores do blog, é só usar o CUPOM: VININOMUNDO10.
  4. Comece pelo Brasil, procure alguns destinos com grande concentração de estrangeiros, como Rio de Janeiro, Bahia, Foz do Iguaçu e etc.. ou, se quiser logo sair do Brasil e não domina o inglês, vá a algum país aqui da América do Sul, mesmo não falando espanhol, é um idioma relativamente fácil de ser entendido.
  5. Vá preparado, os perrengues acontecem e serão as melhores histórias pra serem contadas, acredite, vão enriquecer sua viagem e você vai se orgulhar de ter passado por eles com sucesso. heheheh

Conclusão

Se Joga, se joga porque a vida ta aí pra ser vivida, o mundo ta aí pra ser explorado, não espere o momento certo, o momento certo é agora. =)

Já fez sua primeira viagem sozinho? Me conta aqui embaixo como foi, adoro ouvir as experiências e histórias.

Viagens

Viagem com descontos

Já que falamos sempre de viajar mais e melhor com menos, separei todos os descontos que consegui aqui pra vocês.

Easysim4u
10% off no chip internacional

A primeira vez que usei a Easysim4u foi nos EUA o 4g lá era tão bom que em nenhum momento precisei usar wifi, nem mesmo no hostel em que me hospedei. O Chip tem um valor único para a quantidade de dias que você precisa e a internet é ilimitada.

AirBnb
até R$ 179,00 para novos usuários

Receba R$ 130,00 de desconto na sua primeira reserva no Airbnb, simples assim!

Seguros Promo
5% Off em Seguro Viagem

Nunca, jamais faça uma viagem internacional sem seguro viagem, uma economia boba pode te custar milhares de dólares, faça sua cotação na Seguros Promo e use o cupom VININOMUNDO5 e aproveite 5% de desconto.




Booking.com